O  Jardim Botânico do Rio de Janeiro é um verdadeiro paraíso verde localizado em plena área urbana da cidade, próximo da Lagoa Rodrigo de Freitas e do Corcovado. O Jardim Botânico do Rio é um parque completo com diversas atrações para desfrutar com a família inteira.

Tucano no Jardim Botânico do Rio de Janeiro

 Jardim Botânico do Rio de Janeiro, um santuário ecológico no meio do centro urbano

O parque é antigo e sua história começa em 1808, quando Dom João VI o fundou.  No início era apenas um depósito temporário para as especiarias que vinham das Índias Orientais e que preciasavam se adaptar ao nosso clima. Aberto à visitação apenas em 1889, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro possui uma área total de 137 halqueires, mas de área cultivada são 54. É o paraíso dos estudantes de biologia, pesquisadores e das centenas de pessoas que amam o verde e se encantam com a diversidade de espécies vegetais e animais brasileiras e de outros países.

Não vá com pressa. Reserve uma tarde inteira para se deliciar com cada recanto do parque. É oferecido aos visitantes um passeio de trenzinho pelo local, com guia. Conheça os espaços reservados especialmente para o bromeliário, orquidário, violetário, plantas medicinais, jardim sensorial, plantas insetívoras e cactário. As árvores e flores do Jardim Botânico chamam atenção pela sua beleza. Os seis lagos são um espetáculo à parte, com espécies de vitória régia, lótus, papirus e água pé.

Com uma ótima infraestrutura, o frequentador tem a sua disposição bancos, praças, livraria e lanchonetes, proporcionando uma sensação de relaxamento e bem estar sob os olhos do Cristo Redentor, visto de alguns pontos do parque.

Nesse verdadeiro santuário ecológico, temos a companhia constante de animais silvestres como curiós e sabiás, cujo canto é fascinante. Outras atrações imperdíveis são as palmeiras imperiais e espécies em extinção como o pau-brasil, aracá amarelo e o pau mulato.

visitantes no Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Jardim Botânico do Rio de Janeiro lago

Jardim Botânico do Rio de Janeiro

 

Além das belezas naturais, no parque também são encontradas diversas edificações que contam um pouco a história do Brasil entre os séculos XVI e XIX. A Fábrica da Pólvora é uma delas e foi construída por D. João VI. Lá o visitante também irá conhecer a Casa dos Pilões, Casa dos Cedros, o antigo portal da Academia de Belas Artes e o Solar da Imperatriz, que hoje abriga a Escola Nacional de Botânica Tropical.

Com quase duzentos anos de vida, o parque já teve vários nomes. Desde 1996 se tornou Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro e está tombado pelo IPHAN.

Quem visita o Jardim Botânico deve tomar alguns cuidados essencias para a boa convivência e manutençao do parque, como evitar levar aparelhos sonoros, somente consumir lanches nas áreas próprias e não alimentar os animais silvestres, entre outros.

O parque está aberto todos os dias do ano, com exceção do Natal e Ano Novo. O horário de visitação é entre 8 horas e 17 horas. Consulte os valores de entrada e as opções de gratuidade.

Mais atrações turísticas do Rio de Janeiro