O Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, é uma imensa área verde distante a apenas 20 quilômetros do centro da capital carioca. Ele é dividido em Floresta da Tijuca, Serra da Carioca, Pedra da Gávea, Pedra Bonita e Pretos Forros/Covanca. É uma unidade de conservação ambiental federal.

Morro do Parque nacional da Tijuca RJ

Visite o Parque Nacional da Tijuca com a família inteira!

Lugar de imensa beleza, é a maior floresta urbana replantada pelo homem no mundo. Só por esse dado já merece uma visita, não é mesmo? Aliás a melhor época pra desfrutar das belezas do parque é na primavera e no verão, quando a temperatura fica propícia para banhos de cachoeira. São nesses meses que a vista dos mirantes fica mais favorável para se admirar os encantos do Rio de Janeiro.

O Parque Nacional da Tijuca possui muitas espécies de flora e fauna somente encontradas na Mata Atlântica. A floresta da Tijuca foi desmatada por plantadores de café no século 17, porém a partir do século 19 o imperador D. Pedro II deu a ordem para a desapropriação das fazendas. Isso desencadeou o reflorestamento do local, transformando-a no que ela é hoje.

Parque Nacional da Tijuca RJ

Parque Nacional da Tijuca

Parque Nacional da Tijuca

Mesmo sendo o menor parque nacional do Brasil, com mais ou menos 40 km2, o local é muito visitado, principalmente nos finais de semana. Com muitas atrações, as que mais se destacam são a Vista Chinesa, Cascatinha Taunay, Mesa do Imperador e a Rampa de Voo Livre. Alguns locais são acessíveis somente seguindo trilhas que variam o nível de dificuldade como o Pico da Tijuca, a Pedra da Gávea e o Bico do Papagaio. Existem também áreas não abertas ao público.

Paraíso dos alpinistas, muitos lugares são acessíveis somente via escalada ou por trilhas em caminhadas que podem durar horas. Portanto, para desbravar o parque é preciso ter conhecimento e experiência. Várias pessoas perderam a vida por não estarem preparados a enfrentar as situações adversas com as quais se depararam no meio da floresta. A fauna é rica, com muitos animais peçonhentos, cobras, escorpiões e outras espécies venenosas.

Quem visita o parque deve estar atento às mínimas normas de segurança e preservação, entre elas a não abertura de atalhos e acendimento de fogueiras e cuidado com a flora e a fauna. A orientação é que as pessoas que irão percorrer as trilhas estejam em grupos, com um mapa e munidas de aparelho celular. A administração do Parque mantém um grupo de profissionais com treinamento para orientação dos visitantes acerca da conduta a ser seguida. Muitas informações também podem ser buscadas no site do parque e no Centro de Visitantes.

O Parque Nacional da Tijuca é, sem dúvidas, um passeio inesquecível. Leve sua família e curta, de maneira consciente e responsável, os encantos desse paraíso verde.

 

Conheça outros pontos turísticos do Rio de Janeiro